Na Adolescência dos signos

Atendendo a pedidos, o poema que finalizou minha Palestra "Astrologia da Infância à Juventude" realizada na Gaia no último fim de semana.


Na Adolescência dos signos

Na Adolescência de Áries eu quero jogar.
Competir comigo mesmo pra saber o que apostar.
Dirigir e ter licença pra poder acelerar
Num romance a 100 por hora conquistar a morena ou brigar com aquela loira que ontem fui me apaixonar.
E ainda me alistar no serviço militar, mesmo pra jurar por algo que faça me libertar.
Competir comigo mesmo e a qualquer custo, querer ganhar.

Na adolescência de Touro eu quero é algum beijo molhado
Quero saber como suga o gelo do copo dágua e ver se é igual a tudo que é explicado
Ver se a moda é que me tem ou se eu quem tenho a moda.
Quebrar os cofres e fechar a poupança de dinheiro juntada
E pagar o almoço da turma desde que dividam a conta ou me paguem uma rodada.
Quero a vida doce, salgada, saborosa ou até confusa numa só salada.
E a beleza de um abraço, mesmo em ciúme, de alguma paquera mais atirada.

Na adolescência de Gêmeos quero mais é perguntar:
Mas antes quero te lembrar que eu mudei o que pensava de você,
Só não entendo bem o motivo, dá pra responder por quê?
Pode ser num telegrama, num email ou no bilhete do buquê
Mas logo!
Antes que eu chegue atrasado em meu curso de alemão
Ou até depois das duas atrasadas que farei da natação.
A propósito, vou ter que desligar pra terminar uma redação.
Te amo, tchau então!

Na adolescência de Câncer aviso que estarei em casa
Se quiser, passe aqui,
Sábado tem Festa pra minha tia de Iratí.
Domingo, tem festa retrô
E vai ser muito “sem noção” se minha mãe não convencer meu pai.
Já que a prima da Luíza com certeza também vai.
E quem sabe chego nela e matamos a saudade
De quando ficamos na excursão da escola pelo bairro de Santa Felicidade.

Na adolescência de Leão chega dessa história de rei e rainha de escola
Serei teatro e sapateado na ponta do pé ou gastando a sola.
Debutante, matinê, casamento, baile, show
Qualquer festa pra causar mesmo sem ter Rock and Roll
Com cabelo rastafári, repicado, chanell, ondulado ou reto
Ahh essas minhas fãs! Não fazem nada sem que eu esteja por perto.
Mas vou sempre apaixonado de coração e peito aberto.

Na adolescência de Virgem, primeiro sugiro outra palavra equivalente
Muda isso pra juventude, ainda que ninguém se contente.
Aliás, quero só ver um detalhe: Quantas linhas o poeta porá em verso que me vale.
Já que estou na juventude, juntarei escola ao emprego
Tudo em horário certo ainda que pai e mãe tirem meu sossego.
Ao menos compro pra minha mãe a Blusa desejada com bordado lilás sobre a costura
Junto dinheiro pra viagem da formatura
E posso sonhar em sair com a Helena,
Tomara que a timidez ao menos deixe chamá-la pra um cinema.

Na adolescência de Libra tento me desligar do que os outros vão pensar.
Mas antes tenho que decidir que presente de dia dos namorados comprar?
O pior é que a Nádia com certeza desconfia.
que a final do campeonato caiu bem no mesmo dia.
Será que confesso antes pra ela?
Ou arrisco serenata de gaita a beira da sua janela?
No começo achei cafona, a conselho das meninas vou arriscar.
Até porque a Nádia é perfeita pra casar.

Na adolescência de Escorpião vou nos vícios mais secretos
E que mais ninguém nos ouça, mas ontem aconteceu.
Foi intenso, irado, sinistro, extasiante e é segredo seu e meu.
Quero agora seduzir e viver eternamente.
Sem nenhum medo da morte, com o orixá e o caboclo que me guia
E quem sabe logo saia da minha terapia.
Pesquise a vida pós morte, preste pra psicologia
E me entregue a uma paixão sem nenhuma fantasia.

Na adolescência de Sagitário vou até o superlativo
Vou saltar na asa delta marca texto maneiríssima
Fazer rir até o guarda de piada mal contada
E com fé e se Deus quiser, ir ao Egito e ao Tibet
E talvez pós-graduar em alguma faculdade
Sem antes percorrer trilhas do Sul de minas que tenho saudade
Quem sabe surfar no Hawai, beijar minha japonesa regado a saquê e sushi.
E fazer das minhas miragens uma trilha verdadeira para todas as viagens.

Na adolescência de Capricórnio, acho os outros imaturos
Talvez isso me torne mais velho e de afetos mais seguros.
Quero algum namoro sério, talvez já pelos catorze.
E tão logo trabalhar pra saber se algum dia
Sigo os passos do meu pai na “facú” de ortodontia.
Tenho agora que ir embora, pra poder chegar a tempo
Do meu curso de escalada antes que aumente o vento.

Na adolescência de Aquário quero os amigos reais.
Sem distância, preconceito, quero até os virtuais
Deixo o meu cabelo verde e marco em tornozelo tatuagens zodiacais.
Busco amizade colorida e até vivo paixão correspondida.
Já marquei no I-Robô, fone, email e skype dela pra poder chamar direto
Vou até falar com Astróloga pra saber se vai dar certo
Espero que ela não implique com as “comús” alternativas
Lá na ONG da minha amiga, contra usinas radioativas.

Na adolescência de Peixes, talvez possa meditar
Lembrar platônica amada tocando meu velho violão,
Recitar algum poema ou até cantar Legião
Pegar ondas na Joaquina,
E depois cair aos pés de areia por alguma sua menina.
Com ela quero bailar, pra espantar todos seus medos.
E ouvir atentamente cada um dos seus segredos.
Escondido dos meus pais vou brindar com vinho tinto
Todo choro, gargalhada e os dramas que mais sinto.

Gui-2011

Mês das mães e dia dos namorados.

No mês de Maio, presenteie sua mãe com uma consulta de mapa astral e ganhe sua consulta gravada também com as previsões anuais. E até 12 de Junho, namorados podem presentear com mapa astral e ganhar sua consulta. Aproveitem! Mais informações pelo email:
guisalviano@gmail.com